No Dia do Gato médico-veterinário esclarece algumas teorias sobre hábitos comuns nos gatos

Com personalidade bem peculiar, pelos lustrosos, já conquistaram o coração de muita gente e vêm povoando cada vez mais casas de brasileiros — são mais de 22 milhões de felinos no país, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Mas muitos tutores ainda têm dúvidas sobre o comportamento desse pet, que costuma ser bem diferente do cachorro, por exemplo.

Segundo Marcio Barboza, médico-veterinário e Gerente Técnico Pet da MSD Saúde Animal,MSD Saúde Animal, os chamados “gateiros”, que são aqueles que têm uma preferência por gatos, amam a autenticidade e personalidade mais independente desses animais.

Saber respeitar os seus limites e compreender as peculiaridades do seu comportamento é fundamental para a construção de uma relação saudável e de longo prazo com o animal.

Abaixo o especialista esclarece cinco fatos e fakes sobre os hábitos desse pet:

• Ao mostrar sua barriga, os gatos mostram submissão ao seu dono – FAKE.

Ao contrário dos cães, os gatos não estão mostrando submissão ao ficar de costas para o chão.

Em alguns casos, podem até arranhar o tutor ao receber carinho nessa hora.

Segundo Marcio, isso acontece porque ao agir dessa forma, os felinos estão demonstrando confiança e podem encarar o contato como uma ameaça a sua dominância do local.

Portanto, deixe-o curtir esse momento no cantinho dele, ok?

• Gatos podem ter dificuldade de descer de lugares muito altos – FATO.

Não é incomum procurar o gato em casa e encontrá-lo sobre os armários, eletrônicos ou outros lugares mais altos.

Isso acontece porque eles gostam de explorar a casa e muitas vezes se sentem seguros nesses locais.

Mas quem nunca ouviu histórias de bombeiros que precisam retirar gatinhos das árvores?

Essa situação pode acontecer porque esses pets não são anatomicamente projetados para descer de locais muito altos, e podem até sofrer graves quedas. Fique atento!

• Meu gato sabe quando eu estou me preparando para viajar – FAKE.

Você já deve ter visto algum vídeo fofo de gatinho entrando dentro da mala de viagem de seu dono enquanto a bagagem é arrumada.

Muita gente pensa que é porque o animal reconhece que o tutor irá viajar e está querendo ficar mais próximo.

Mas na verdade o pet identifica alguns rituais como uma forma de obter atenção ou um sinal de mudança na rotina.

Afinal, antes de sair para uma viagem é quase inevitável se despedir do seu gatinho com uma dose extra de carinho, não é?

Pois com o tempo o animal se torna capaz de reconhecer tais sinais e passa a se aproximar para ter mais atenção.

• Gatos derrubam a água da tigela por não enxergar bem – FATO.

A visão dos bichanos não é das melhores, já que apresentam por natureza um pouco de miopia.

Por isso, muitas vezes, derrubam a comida ou a água por não ver bem os objetivos.

Mas Marcio lembra que alguns deles também podem ver na água uma diversão, e derrubar o seu potinho é um tipo de brincadeira.

• Gatos não têm pulgas nem carrapatos – FAKE.

Felinos podem sim sofrer muito com pulgas e inclusive obter doenças desses parasitas, como dermatite e anemia infecciosa.

Já os carrapatos são mais raros em gatos, mas também podem se alojar no pet.

Por isso é importante mantê-lo protegido. “Prefira soluções de longa duração que evitam a reinfestação de seu pet e deixam a casa livre desses parasitas”, ressalta o veterinário.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.